LinkedInEmailPrint

FOTU 030Nesta segunda-feira (18), a Polícia Civil de Guanambi apresentou à imprensa local oito pessoas acusadas de participar do Roubo ao Banco da cidade de Ibiassucê, cidade integrante da 22ª COORPIN – Coordenadoria de Policia do Interior. Participaram da coletiva os Delegados de Policia Cleber Rocha Andrade – Coordenador Regional da Policia Civil, Adir Pinheiro Junior – Titular de Carinhanha, e Alessandro Sena Cruz – Titular de Caculé.

Segundo a polícia, dia 14 de março de 2013 seis indivíduos a bordo de dois veículos, encapuzados e portando armas de fogo de diversos calibres chegaram à cidade de Ibiassucê, explodiram caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil e levaram as gavetas com dinheiro. Após a explosão os bandidos foram surpreendidos por policiais militares da CETO – Companhia de Emprego Tático de Guanambi, momento em que ocorreu intenso tiroteio entre os policiais e os infratores, que conseguiram adentrar os veículos e empreender fuga. Logo após a ação o Delegado Alessandro Sena, que responde pela cidade, foi comunicado e compareceu à agencia com uma equipe de investigadores da 22ª COORPIN, dando inicio às investigações.

Após levantamento da identidade dos infratores, várias diligências foram realizadas com o apoio da CIPE Sudoeste e do GARCCIF – Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras, resultando na captura de Lidiane Rosa Campos de Castro, de 22 anos, Aparecida da Silva Pereira, de 24 anos, Artur Matheus Alves de Jesus, de 23 anos, José Pereira dos Santos, de 28 anos, Robenilson Cotrim da Costa, de 24 anos, Rômulo Gonçalves Bezerra, de 31 anos, Gilvan Teixeira Magalhães, de 25 anos e Tarcisio Laio Soares de Souza, de 23 anos, tendo sido apreendidos uma Carabina Taurus calibre .38, uma Pistola Taurus calibre 380, varias munições calibre 38, 380 e 12, um Colete Balístico e cinco veículos. Outros dois integrantes da quadrilha estão foragidos e foram alvejados durante o assalto, sendo identificados como Joaquim Manoel Alves, o “Dinda”, de 25 anos, e outro de prenome Mauricio, os quais estão com ferimentos na perna e no abdômen, respectivamente.FOTU 030

Os criminosos presos confessaram a participação nas explosões aos Bancos de Guanambi, Palmas de Monte Alto, Matina e Pindaí, ocorridos nos últimos meses. Todos os integrantes do grupo são da cidade de Guanambi e alguns já possuem antecedentes por roubo e tráfico de drogas, sendo alguns deles apontados como integrantes de quadrilha voltada ao trafico de drogas e homicídios.

Bandido que explodiu caixa eletrônico em Malhada é preso

Já por volta das 03h do dia 15 de março, cinco indivíduos fortemente armados também em dois veículos chegaram à Agencia Bancaria do Banco do Brasil da cidade de Malhada, onde instalaram explosivos e subtraíram o dinheiro dos caixas de auto-atendimento. Chegando ao local minutos após a ação criminosa, o Delegado Adir Pinheiro encontrou no interior da agência muito sangue e um colete balístico deixado para trás pelos infratores, acionando de imediato a Coorpin de Guanambi, Policia Militar, Delegacias e Hospitais da Região. Horas depois um indivíduo chegou ao Hospital da cidade de Serra do Ramalho com ferimentos graves informando ter sido vitima de assalto, momento em que a direção do hospital acionou a Policia Militar, que deteve o infrator Eduardo Franklin Teixeira dos Santos, de 30 anos, o qual confessou ao Delegado Adir sua participação na explosão às agencias bancárias de Malhada e Muquém do São Francisco. Após diligências empreendidas pelas equipes da 22ª Coorpin, CIPE e GARCCIF os policiais encontraram um veiculo Fiat Strada usado na ação e o corpo do infrator identificado até o momento como Diego Novaes, o qual teve um dos braços mutilado pela explosão e não resistiu aos ferimentos.

Segundo a polícia, a quadrilha é formada por indivíduos do Distrito Federal, sendo que Eduardo Franklin, que permanece internado sob escolta policia do 17º BPM de Guanambi, possui antecedentes no DF pela mesma modalidade criminosa.

Todos os infratores foram flagranteados por Roubo Qualificado e Formação de Quadrilha Armada pela Delegada Laíse Testa, Titular do GARCCIF de Vitória da Conquista e estão custodiados no Complexo Policia de Guanambi à disposição da Justiça.

Fonte: 22ª COORPIN.

 

LinkedInEmailPrint