Destaque Polícia

Estudantes usam redes sociais para denunciar professor por assédio sexual, em Colégio Estadual de Conquista

Compartilhe essa postagem com outras pessoas...

NTE não nega que exista algum tipo de denúncia de assédio sexual praticada por algum professor na unidade escolar.

Alunos de um Colégio Estadual da Zona Oeste de Vitória da Conquista acusam um professor de assédio sexual. As denúncias ganharam força nos últimos dias e repercutiram no Twitter.

“Estamos pensando que se em 5 anos ele não mudou, provavelmente vai haver mais vítimas”.

Segundo uma aluna, a direção do colégio foi informada anteriormente sobre os supostos assédios.

Até as denúncias serem divulgadas nas redes sociais, nenhuma atitude foi tomada, afirmou outra denunciante.

Os relatos aumentaram e um grupo de estudantes decidiu se reunir e recorrer ao Núcleo de Direitos Humanos da Uesb. Eles também  deliberaram procurar o NTE (Núcleo Territorial de Educação de Vitória da Conquista) – antiga Direc.

O BConquista procurou o NTE para saber se a direção da unidade escolar em questão tinha conhecimento sobre os supostos assédios. O NTE não confirmou e nem desmentiu a informação. Em nota, manifestou: “Ao tomar conhecimento sobre denúncia de “Importunação sexual” contra professor (a) da nossa rede, o Núcleo Territorial de Educação 20 (NTE20), encaminha o caso para a Corregedoria Setorial da Educação do Estado da Bahia para investigação e solicita o afastamento imediato do professor (a) de sua função até que os fatos sejam apurados”. A solicitação ao NTE foi feita pela reportagem na tarde desta terça-feira (11). A resposta foi dada às 12h43 de hoje (12).

Na tarde de ontem, uma aluna publicou nas redes sociais que o colégio estava apurando o caso e que o professor já estaria afastado por tempo indeterminado. Com a informação, uma das supostas vítimas disse ter ficado chocada com a repercussão e relatou: “talvez se não tivesse chegado nesse nível não teríamos conseguido voz”, referindo-se as providências tomadas, mesmo que tardiamente.

Segundo apurou o BConquista, as vítimas vão registrar queixa crime contra o professor.

  • mginformatica1
  • manoelimportadosred
  • Tecno_provisóriook

Banner Seu Menu (NÃO APAGAR)

banner-seumenu-blitz