Destaque Educação

Prefeitura se isenta de caso do aluno lesionado com agulha descartada e contradiz versão dada pela mãe

Compartilhe essa postagem com outras pessoas...

Nota contradiz versão dada pela mãe criança, ao afirmar que caso ocorreu fora da escola.

A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da SMED – Secretaria de Educação, enviou nota ao BConquista negando que o caso “Em escola municipal de Conquista, Criança é ferida por colega com agulha descartada” tenha ocorrido no interior da unidade escolar.

Em entrevista concedida ao site, a mãe contou que o colega do seu filho pegou a agulha no lixo e a entregou a outro colega que o feriu. Ela suspeita que a agulha foi encontrada no lixo da unidade de saúde que fica ao lado da escola. Ao registrar Boletim de ocorrência na Polícia Civil, a mãe informou “que o seu filho relatou todo acontecido para o professor **** que expressou para a diretora que era briguinha de crianças, pois o mesmo havia tomado a agulha das mãos do aluno ****, que havia jogado no lixo e que a aula transcorreu normalmente.”

– Em escola municipal de Conquista, Criança é ferida por colega com agulha descartada

Mesmo com as declarações da mãe, a SMED diz “que o fato ocorreu fora das dependências da escola e, segundo relato feito à direção pela própria mãe de uma das crianças envolvidas, a agulha foi encontrada num lixo fora da unidade escolar. Ainda de acordo com a direção, os alunos envolvidos foram advertidos e os pais comunicados a respeito”.

Na mesma nota, a SMED diz que “espera contar com a colaboração e apoio dos pais no sentido de assumir a responsabilidade sobre a instrução de seus filhos sobre condutas sociais”.

– CAIC: Crianças vulneráveis em escola com sinais de abandono [VÍDEO]

Ao tomar conhecimento, no dia 7 de novembro, de que o seu filho foi ferido com um tipo de agulha descartada usada em exames, tipo lanceta, passível de estar contaminada, a mãe imediatamente foi ao hospital para que o garoto de 9 anos fosse atendido e medicado. Por um mês, o menino sofreu as reações provocadas pelo coquetel de medicamentos antiaids.

Leia a nota emitida pela SMED;

NOTA AO BLITZ CONQUISTA

A Secretaria de Educação informa que o fato ocorreu fora das dependências da escola e, segundo relato feito à direção pela própria mãe de uma das crianças envolvidas, a agulha foi encontrada num lixo fora da unidade escolar. Ainda de acordo com a direção, os alunos envolvidos foram advertidos e os pais comunicados a respeito.

A Secretaria Municipal de Educação informa ainda que, a pedido da própria mãe do aluno que sofreu o ato, o mesmo foi transferido para outra unidade escolar da Rede Municipal de Ensino.

Em tempo, a Smed espera contar com a colaboração e apoio dos pais no sentido de assumir a responsabilidade sobre a instrução de seus filhos sobre condutas sociais.

Secom, 18 de dezembro de 2019.

  • manoelimportadosred
  • mginformatica1
  • Tecno_provisóriook

Banner Seu Menu (NÃO APAGAR)

banner-seumenu-blitz